28/03/2019

Veja como foi o retorno de Paul McCartney a São Paulo

Paul McCartney fez na noite da última quarta-feira (27) a segunda apresentação da "Freshen Up" tour no Brasil, novamente no Allianz Parque em São Paulo. O concerto seguiu um padrão que os brasileiros já se acostumaram desde 2010, quando retornou ao país pela primeira vez depois de 17 anos: muitas músicas dos Beatles, mais um punhado de hits de sua carreira solo e algumas novidades, em um espetáculo que alterna segmentos emotivos com outros de puro festejo que sempre conseguem criar um clima de catarse na plateia em seus momentos mais intensos.

Ainda assim, os fãs que foram vê-lo nesse segundo show, viram algo muito raro. Em várias ocasiões McCartney disse que, desde quando voltou a se apresentar regularmente, faz um esforço consciente de deixar que caso lágrimas sejam derramadas, elas devem vir apenas da plateia. Mas nesta quarta-feira o ex-Beatle não conseguiu manter esse compromisso e precisou secar os olhos depois de cantar Let 'em In, música que ele gravou em 1976 na época dos Wings, e se surpreender com a reação do público.

Os dois concertos, de resto, tiveram repertório bem semelhante, mas algumas mudanças pontuais foram vistas. Na primeira parte, a relativamente recente Save Us (2013) ouvida na terça, deu lugar a Junior's Farm, single de 1974, enquanto All My Loving (1963) foi substituída por Can't Buy Me Love (1964), no momento em que ele celebra os primeiros anos da Beatlemania.

No segmento acústico, nova alteração com I've Just Seen a Face sendo substituída por outra canção de 1965: We Can Work It Out. Finalmente, já no bis, viu-se a última mudança com Birthday (do "Álbum Branco" de 1968) entrando no lugar de Hi, Hi, Hi (1973)

Curiosamente, nessa segunda noite ele não tocou Back in Brazil, a música de "Egypt Station", seu mais recente álbum lançado no ano passado, criada sob inspiração do nosso país. Ele também voltou a deixar Yesterday de fora do concerto. McCartney fará no sábado (30) em Curitiba o último show desse giro pelo Brasil, com ingressos já esgotados.

 

 

 

Fonte: Vagalume