23/05/2019

Testamentos de Aretha Franklin são encontrados

Três testamentos foram encontrados na casa de Aretha Franklin, em Detroit, nos Estados Unidos, nove meses após a morte da cantora. Um deles estava embaixo de almofadas na sala de estar, segundo David Bennet, advogado do herdeiros da cantora, na segunda-feira (20).

O mais recente é de março de 2014 e parece deixar os bens da cantora para os membros da família. Como foram escritos a mão, alguns textos são difíceis de decifrar, já que há palavras rasuradas e frases escritas nas margens.

A rainha do soul morreu em agosto, aos 76 anos, vítima de um câncer no pâncreas. Advogados e familiares disseram na época que não havia nenhum testamento, no entanto, as três versões foram encontradas no início deste mês.

Os outros dois eram de 2010, mesmo ano em que foi diagnosticada com câncer, e foram encontrados em um armário trancado depois que a chave foi encontrada.

Bennet, que representou a cantora por mais de 40 anos, apresentou os testamentos para as autoridades na segunda (20) para checar a validade legal de acordo com a lei de Michigan. Uma audiência será realizada no dia 12 de junho.

O advogado também apresentou os documentos aos quatro filhos de Aretha e seus advogados, mas não se chegou a um acordo sobre a validade deles, uma vez que dois já se opuseram aos testamentos.

Em um processo diferente, o filho Kecalf Franklin diz que sua mãe gostaria que ele fosse seu representante no testamento de 2014, mas a declaração confirmou que Sabrina Owens, administradora da Universidade de Michigan, deve continuar na função. Ele é contra a venda de um pedaço de terreno ao lado da casa da mãe por US$ 325 mil.

 

 

 

Fonte: G1 Pop e Arte