06/06/2019

Preparado para a 5ª temporada de Black Mirror?

Charlie Brooker voltou às origens de Black Mirror: a 5ª temporada da série sobre tecnologia tem apenas três episódios. Durante as mais de três horas da nova temporada, que estreou na quarta-feira (5), tem:

Retorno de Miley Cyrus às séries como uma estrela pop dona de uma boneca robô baseada em sua personalidade;

Muitas cenas em São Paulo no episódio “Striking Vipers”: Avenida Paulista, Avenida 9 de julho, Viaduto Santa Ifigênia e o Edifício Copan, além de bares, restaurantes e outras paisagens paulistanas;

Os astros de “Vingadores” Anthony Mackie e Pom Klementieff.

 

Os episódios da nova temporada são:

“Striking Vipers”, sobre dois amigos que testam um jogo em realidade virtual;

“Smithereens”, no qual um motorista sequestra um funcionário de uma empresa de redes sociais e inicia uma crise internacional;

“Rachel, Jack e Ashley too”, sobre uma adolescente solitária obcecada pela boneca robô de sua estrela pop favorita.

 

Essas são apenas as descrições gerais. A série continua falando sobre relações humanas, sentimentos e caos social. Com tramas em futuro próximo, "Black Mirror" quase sempre apresenta episódios que abordam aspectos sombrios na vida dos personagens - na maioria das vezes, situações limite provocadas pela tecnologia.

 

Meu, isso é muito 'Black Mirror'!

A série funciona como Fábulas de Esopo da era moderna, que se passa em uma realidade alternativa similar à sociedade dos dias atuais e centrada no impacto da tecnologia na humanidade.

"A tecnologia assume o lugar de como o sobrenatural funcionaria em programas como 'Além da Imaginação' ou 'Contos do Inesperado'", disse Charlie Brooker, criador de "Black Mirror".

"Black Mirror" estreou no "Channel 4" da TV britânica em 2011 com três episódios, incluindo um em que um primeiro-ministro fictício do Reino Unido é forçado a fazer sexo com um porco na TV ao vivo. Já a segunda temporada saiu em 2013.

Posteriormente, a Netflix comprou os direitos de "Black Mirror" e lançou mais duas temporadas, em 2016 e 2017.

 

 

 

Fonte: G1 Pop e Arte