11/07/2019

Saiba mais sobre a FLIP 2019

Dois autores africanos discutem dores da guerra e da imigração; autoras best-sellers debatem sobre a escolha de não ser mãe e a crueza das relações modernas; e um passeio pelo rastro de lama e destruição deixado em Brumadinho e Mariana são os principais destaques de quinta-feira (11), segundo dia da 17ª Festa Literária Internacional de Paraty (Flip).

A americana Kristen Roupenian, autora do conto "Cat person" e a canadense Sheila Heti, do romance "Maternidade", dividem a mesa "Bom conselho". Elas levarão para a Flip o debate sobre a representação das mulheres na literatura e temas por que passam em suas obras.

No horário nobre, às 20h30, tem encontro entre o escritor e músico angolano Kalaf Epalanga e o rapper e romancista franco-ruandês Gael Gaye.

Um dos temas deve ser a vida dos negros na Europa. Epalanga é autor de “Também os brancos sabem dançar”, sobre a história de um músico que vai tocar na Europa.

E Gael Gaye é autor de “Meu pequeno país”, que fala da guerra e do genocídio em Ruanda do ponto de vista de uma criança.

Às 15h30, o ensaísta José Miguel Wisnik comanda sozinho uma mesa dedicada à atividade das mineradoras no Brasil e o últimos desastres ambientais envolvendo a atividade em Minas Gerais. Wisnik é autor de “Maquinação do mundo: Drummond e a mineração”, que explora a relação entre a obra do poeta mineiro e a atividade.

 

Veja a programação da Flip 2019:

Quinta-feira, 11 de julho de 2019

10h30 - Mesa 2: Bendegó - Aparecida Vilaça

12h - Mesa 3: Uauá - Adriana Calcanhotto, Guilherme Wisnik e Nuno Grande

15h30 - Mesa 4: Sincorá - José Miguel Wisnik

17h - Mesa 5: Bom Conselho - Kristen Roupenian e Sheila Heti

19h - Mesa 6: Serra Grande - Maureen Bisilliat

20h30 - Mesa 7: Quirinquinquá - Gaël Faye e Kalaf Epalanga

22h - Golpe de vista - Ava Rocha

 

Sexta-feira, 12 de julho de 2019

10h - Mesa 8 (Zé Kleber): Cumbe - Marcela Cananéa e Marcelo D’Salete

12h - Mesa 9: Angico - Ayelet Gundar-Goshen e Ayobami Adebayo

15h30 - Mesa 10: Tróia de Taipa - José Murilo de Carvalho

17h - Mesa 11: Jeremoabo - Karina Sainz Borgo e Miguel Del Castillo

19h - Mesa 12: Mata da Corda - Grada Kilomba

20h30 - Mesa 13: Vaza-Barris (O Irapiranga dos Tapuias) - Ailton Krenak e José Celso Martinez Corrêa

 

Sábado, 13 de julho de 2019

10h30 - Mesa 14: Cansanção - Marilene Felinto

12h - Mesa 15: Monte Santo - Ismail Xavier e Miguel Gomes

15h30 - Mesa 16: Poço de Cima - Grace Passô

17h - Mesa 17: Vila Nova da Rainha - Carmen Maria Machado e Jarid Arraes

19h - Mesa 18: Massacará - Sidarta Ribeiro

20h30 - Mesa 19: Cocorobó - Cristina Serra e David Wallace-Wells

 

Domingo, 14 de julho de 2019

10h30 - Mesa 20: Santo Antônio da Glória - Braulio Tavares e Mariana Enriquez

12h30 - Mesa 21: Livro de Cabeceira- Participação especial: Amyr Klink

 

 

 

Fonte: G1 Pop e Arte